sábado, 25 de maio de 2013

Na verdade, você foi o meu quase. Meu quase amor, a minha quase felicidade. Mas sabe, eu não vivo de 'quase', você também não. A diferença, é que eu insisti para o quase virar tudo. Enquanto você, fez o quase virar nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário